UMUARAMA/ PR

Confeiteiro humilhado por cliente ganha R$ 110 mil de vaquinha online

Confeiteiro humilhado por cliente ganha R$ 110 mil de vaquinha online

O pintor Rafael Marciano começou a fazer doces e salgados para pagar aluguel e sustentar a família depois de ficar sem serviço durante a pandemia.

PorR7

A deficiência física nunca foi motivo para Rafael Marciano, 32 anos, deixar de trabalhar e sustentar a família. Porém, em meio à pandemia do coronavírus, ele se viu sem trabalho e renda para pagar o aluguel e sustentar a mulher e seus três filhos. 

Resolveu, então, investir nos seus dotes culinários e começou a produzir doces e salgados e divulgar na rede social Facebook.

Foto: Reprodução/ Facebook

Para atrair a freguesia, usou o preço como diferencial: cobrava R$ 2 a unidade de doce e salgado. Porém, pedia uma pequena contribuição de R$ 1 para poder comprar utensílios, como liquidificador e batedeira, para ajudar na produção.

A ajuda seria para ele poder produzir mais unidades de doces e salgados. Por conta da deficiência – ele não tem a mão esquerda -, a produção de Marciano é mais lenta, e os equipamentos o ajudariam a agilizar o processo.

Um dia, recebeu uma ligação às 9h para a entrega de 64 salgados até as 11h no mesmo dia. Ele não conseguiu cumprir o prazo e foi levar a encomenda apenas às 13h.

Ao chegar na casa do comprador, Marciano disse que foi xingado e teve de levar os salgados de volta.

Chateado, ele fez um desabafo emocionado na internet sobre o caso e falou sobre as dificuldades que vem enfrentando na pandemia. Veja abaixo:

Desabafo de Rafael após cliente recusar a sua entrega dos 
salgados
Desabafo de Rafael após cliente recusar a sua entrega dos salgados (Reprodução/Facebook Rafael Daiany)

Mesmo com o sufoco financeiro que a família está enfrentando, o pintor reverteu a tristeza em uma boa ação e distribuiu os salgados para moradores de rua de sua cidade, Marília, no interior de São Paulo.

O que ele não contava é que sua história ganharia grande repercussão e teria um final feliz. Seu post viralizou e, emocionados, internautas criaram uma vaquinha virtual para ajudá-lo.

Até o momento a vaquinha arrecadou quase R$ 110 mil.

Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.

Veja também

Nota de R$ 200 nem foi lançada, mas cédulas falsas já circulam no Brasil

A nova nota de R$ 200, anunciada recentemente pelo Banco Central, ainda nem...

Após ser atingida por carro, motociclista cai em bueiro; veja vídeo

Câmeras de segurança de uma rua na cidade de Paragominas, no Pará, mostraram...

Homem pelado é preso depois de agredir companheira e quebrar motel

Na madrugada desta terça-feira (04), a Polícia Militar (PM) foi acionada para atender...

Nova gasolina deve reduzir consumo em até 6%, mas será mais cara

Postos de todo o país já podem vender a nova gasolina, que traz...

Projota lança o clipe “Sai De Rolê”, com participação de Cynthia Luz

O clipe de “Sai de rolê”, de Projota em parceria com Cynthia Luz, já...

Mumuzinho apresenta o álbum “Live do Mumu ” extraído de sua primeira Live

Referência no mundo do samba, Mumuzinho lança hoje seu EP1, intitulado “Live”. O...

Procon divulga preços de combustíveis, cesta básica e gás de cozinha

Após levantamento realizado no comércio, nos últimos dias, o Procon de...

Paraná abre vagas para bolsistas atuarem na Polícia Científica

O Governo do Estado anuncia novas vagas para profissionais e estudantes...