UMUARAMA/PR

Depen inaugura padaria na Penitenciária Estadual de Cruzeiro

Depen inaugura padaria na Penitenciária Estadual de Cruzeiro

A padaria inicialmente tem seis presos e vai produzir diariamente uma média de 4 mil pães.

O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), por meio da Coordenação Regional de Maringá, inaugurou, na segunda-feira (16/12), uma padaria no interior da Penitenciária Estadual de Cruzeiro do Oeste (PECO). A iniciativa é resultado de uma parceria entre o Depen com a empresa Bom Degusty, responsável pelo fornecimento de refeições aos presos da região. Incialmente, a produção média de pães deve chegar a 4 mil.

A ideia é abrir mais vagas em canteiros de trabalho, com o intuito de remição de pena e profissionalização dos presos. “Nosso desafio é, além da custódia segura, criar oportunidades para que o preso, por meio do trabalho, tenha condições de gerar renda para auxiliar a sua família além de o preparar para a reinserção na sociedade”, destacou o coordenador regional do Depen, Luciano Brito,  afirmou.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Já para o diretor da PECO, Arnobe Lemes dos Reis, colocar em prática mais um trabalho da unidade, que além de garantir trabalho aos detentos, o projeto está atendendo os objetivos do Depen.  “É satisfatório iniciar mais este canteiro de trabalho na unidade, que, além de garantir trabalho aos presos, também vai qualificá-los para o mercado de trabalho”, afirmou.

MÃO NA MASSA – O projeto passou por algumas etapas até o seu funcionamento. Os presos que estão trabalhando na panificadora foram avaliados por uma comissão composta por profissionais de várias áreas, além de terem realizados curso de panificação, para aprenderem técnicas que vão facilitar a rotina dos trabalhos. A padaria inicialmente tem seis presos e vai produzir diariamente uma média de 4 mil pães.

PanificacaoPECO 2
Divulgação/Depen

Essa produção deve atender a demanda da própria unidade e de cadeias públicas da região, o que inclui Terra Boa, Cidade Gaúcha, Goioerê, Xambrê, Alto Piquiri, Altônia, Palotina e Cruzeiro do Oeste.

PANIFICAÇÃO – Outras unidades do estado também contam com o setor de panificação. Em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, parte das presas custodiadas na Penitenciária Feminina do Paraná (PFP) também produzem os pães consumidos na unidade.

Em agosto, na região oeste, 15 detentos da Penitenciária Estadual de Cascavel, passaram a trabalhar no então recém-inaugurado canteiro de panificação, para produzir uma média de 4,6 mil pães.

Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.

Veja também

Nova iluminação representa mais segurança para Alto Piquiri

A substituição de sistemas convencionais de iluminação por luminárias de LED é uma...

Morte de jovem em Mariluz pode ter motivação passional

Luciano Barbosa de Lima, de 32 anos, conhecido como Nico, ocorrida por volta...

PRF apreende carro recheado de maconha em Alto Paraíso

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu no início da madruga de quinta-feira...

Três homens são presos, após tentarem fugir da PM em Mariluz

Três homens, que ocupavam um veículo Vectra, foram presos em Mariluz. De acordo...

Mais notícias

UEM abre inscrições para o vestibular EAD nesta quarta-feira

A UEM abre, nesta quarta-feira (21) o prazo de inscrição para o Vestibular EAD 2020 com a...

Pai de médica desaparecida em Erechim nega pedido de resgate

O prefeito de Laranjeiras do Sul, Berto Silva, divulgou uma nota à imprensa a respeito do desaparecimento de...

Bolivianos são flagrados na fronteira de MS com R$ 1,5 milhão

Nesta segunda-feira (19) a Receita Federal apreendeu R$1,5 milhão na fronteira entre Brasil e Bolívia, em Corumbá,...

Nova iluminação representa mais segurança para Alto Piquiri

A substituição de sistemas convencionais de iluminação por luminárias de LED é uma das melhorias urbanas que...