Pavimentação da Boiadeira levará progresso para região

AnuncieAqui 730x240 1

Pavimentação da Boiadeira levará progresso para região

A rodovia propõe uma nova era de desenvolvimento para o Noroeste.

O pai do empresário Amarildo Mamprim da Silva chegou ao distrito de Santa Eliza em 1958. Ele ajudou a fundar a localidade que pertence à Umuarama e contava ao filho que nos anos 1970 havia nesse pequeno canto do Paraná em torno de 10 mil habitantes e uma frota de 22 táxis, espelho do sucesso do ciclo de ouro do café.

A geada negra de 1975 pôs a termo essa trajetória e hoje em dia a localidade à beira da Estrada Boiadeira, a BR-487, tem apenas 2,5 mil habitantes, nenhum táxi e nem sinal de celular. Mamprim tem 51 anos e é proprietário de uma loja de produtos agropecuários na comunidade, ao lado em um comércio de calçados e de um boteco onde aposentados jogam cartas em volta de uma mesa de latão, numa cena retirada do filme mais clichê sobre o povo simples do Interior.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A Boiadeira, que é protagonista dessa história, é uma espécie de lembrança diária do que o vilarejo poderia ter sido se a pavimentação, prometida por diversas vozes, tivesse saído do papel há mais tempo. “Falam desde que nasci em fazer esse asfalto. Santa Eliza poderia estar bem melhor se ele tivesse saído há alguns anos, até para compensar as perdas que tivemos com a geada, conta Mamprim. “É um lugar que convive com esse mito do asfalto da Boiadeira”.

Santa Eliza integra o trecho 3 do Lote 1 da revitalização da BR-487. A modernização envolve três partes com intervenções distintas entre Porto Camargo e Umuarama. As obras começaram em abril de 2019, mas dificuldades orçamentárias impuseram ritmo lento à modernização. Neste mês, para encerrar definitivamente essa novela, o Governo do Estado, o governo federal e a Itaipu Binacional acertaram um convênio de R$ 223,8 milhões para concluir a rodovia sem direito a “Vale a Pena Ver de Novo”.

ESTRADA

A intervenção do Lote 1 da Estrada Boiadeira começou a sair do papel no começo do ano passado e atingiu 33% em novembro, segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), gestor e executor do contrato original. Essa licitação envolve revitalizações entre Porto Camargo e Icaraíma, um contorno em Icaraíma e a pavimentação do traçado original da Boiadeira entre Icaraíma e Serra dos Dourados, já em Umuarama, com outro contorno de 4,5 quilômetros em Santa Eliza. O empreendimento envolve, ao todo, 46 quilômetros de obras.

O trecho 1, perto do Mato Grosso do Sul, tem cerca de 10 quilômetros e está localizado entre Porto Camargo e Icararíma. Ele já é asfaltado. A intervenção nesse tomo envolve implementação de acostamento, ajuste de curvas (reequilíbrio), alargamento da pista e novo pavimento sobre o existente. Esse circuito começa pouco após a divisa (região de Naviraí e Itaquiraí), onde a BR-487 e PR-082 são uma coisa só.

Logo em seguida será construído um contorno em Icaraíma, tirando do Centro o fluxo de caminhões. Esse trecho 2 terá cinco viadutos, cortando a PR-485 e reconectando o município ao novo traçado. A implementação ainda está na fase de desapropriação, mas os processos já estão bem adiantados.

O traçado original da Boiadeira, que até há pouco tempo era inteiramente de terra, começa logo após Icaraíma, onde a BR-487 e PR-082 finalmente se dividem – a segunda se prolonga com destino a Ivaté. Esse trecho 3 é a pavimentação sobre o traçado original da Boiadeira até o distrito de Serra dos Dourados.

Em quase dois anos as obras se concentraram entre Icaraíma e Umuarama, onde já foi realizada terraplanagem, drenagem, base e sub-base, e os meios-fios na chamada área de miolo, restando apenas o começo, o final e o contorno em Santa Eliza. Entre o distrito de Amarildo Mamprim e Carlos Francisco de Oliveira e o de Serra dos Dourados ainda está o traçado original, com subidas e descidas mais acentuadas e o areião característico do solo, mas já há frentes de drenagem com tubulações em concreto e terraplanagem.

Enquanto isso, o Dnit fará o chamamento da empresa que venceu a licitação do Lote 2 entre a Serra dos Dourados e Cruzeiro do Oeste (serão 37 quilômetros de obras, passando pela localidade de Lovat e coexistindo com a PR-323).

O contrato é do modelo de RDCI, ou seja, a mesma empresa faz o projeto e executa a obra. Essa conexão alcança no Lote 3, o primeiro a sair do papel (2013), entre Cruzeiro do Oeste e Campo Mourão. Há expectativa de encerrar a revitalização da Boiadeira nos próximos cinco anos, perfazendo mais de 150 quilômetros no Paraná.

Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.

Veja Também

Homem morre eletrocutado enquanto trabalhava, em Porto Rico

Um jovem morreu após receber uma descarga elétrica enquanto trabalhava na tarde desta sexta-feira (15),...

Veículo com cigarros contrabandeados é apreendido pela PRE, em Iporã

Policiais rodoviários aprenderam na tarde desta quinta-feira (14) um VW/Voyage carregado com 2 mil pacotes...

Homem demonstra nervosismo e é preso com cocaína em Tuneiras do Oeste

Um homem foi preso por equipes do 7º BPM, nesta quinta-feira (12), em Tuneiras do...

Carro capota com 153 quilos de maconha após perseguição na PR-323

No início da tarde desta quarta-feira (13) policiais rodoviários patrulhavam a rodovia PR-323, em Cafezal...

Mais Notícias

Homem morre eletrocutado enquanto trabalhava, em Porto Rico

Um jovem morreu após receber uma descarga elétrica enquanto trabalhava na tarde desta sexta-feira (15), em um condomínio em...

Paraná disponibiliza leitos de UTI para recém-nascidos de Manaus

O Governo do Paraná se colocou à disposição para prestar assistência em saúde para 25 recém-nascidos que estão em Unidades...

Calendário de vencimento do IPVA 2021 começa nesta segunda-feira

Os paranaenses proprietários de veículos devem ficar atentos: o calendário de vencimento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores...

Uopeccan de Umuarama abre processo seletivo para Clínica Médica

O Hospital do Câncer Uopeccan Umuarama, informa a abertura do edital das inscrições do 1° Concurso Residência Médica –...